O que Causa o Câncer?

Fatores Externos e Internos

O câncer pode ser causado por fatores externos (substâncias químicas, irradiação e vírus) e internos (hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas). Os fatores causais podem agir em conjunto ou em seqüência para iniciar ou promover o processo de carcinogênese. Em geral, dez ou mais anos se passam entre exposições ou mutações e a detecção do câncer.

Causas do Câncer

O processo de formação do câncer é chamado de carcinogênese, e normalmente ocorre lentamente, podendo levar vários anos para que uma célula cancerosa prolifere e dê origem a um tumor visível.

A carcinogênese é um processo altamente complexo do qual participam fatores de risco herdados e fatores de risco ambientais, como a alimentação, o tabagismo, a ocupação e a exposição à radiação e a agentes químicos.

Possíveis causas do câncer

Fatores Externos:

  • Exposição às radiações;
  • Exposição a produtos químicos;
  • Vírus;
  • Consumo de cigarro;
  • Consumo de álcool;
  • Dieta inadequada;
  • Falta de exercícios físicos;
  • Exposição ocupacional.

Fatores Internos:

  • Sistema imunológico comprometido;
  • Predisposição genética;
  • Hormônios.

Como diminuir o risco de ter câncer:

Não fume. Os tabagistas são 10 vezes mais susceptíveis de ter câncer de pulmão comparado àqueles que nunca fumaram, o consumo de tabaco é a causa de morte que mais pode ser prevenida atualmente.

Abandone costumes alimentares pouco saudáveis e a obesidade. Escolha alimentos com fibras, grãos e com pouca gordura. Consuma frutas diariamente. Seja fisicamente ativo e mantenha um peso adequado.

Evite a exposição excessiva ao sol. Use protetor solar (FPS 15-30) e roupas minimizando sua exposição.

Evite o consumo de álcool. Beber grandes quantidades de álcool pode provocar câncer de boca, esôfago e fígado. Consuma com moderação especialmente se você também fumar.

Sinais e sintomas

Evite a exposição ocupacional. Siga as normas para evitar exposição às radiações, agentes químicos e pesticidas.

Os sinais e sintomas podem ser a indicação de uma lesão ou doença ou de que algo não está bem no organismo.

Um sinal é uma marca que pode ser vista por alguém, um parente, médico, enfermeiro ou outro profissional de saúde. Por exemplo, febre, respiração rápida e ruído pulmonar anormal na ausculta com estetoscópio podem ser sinais de pneumonia.

Um sintoma é um sinal que é sentido ou percebido pela pessoa que o tem, mas não pode ser facilmente visto por outras pessoas. Por exemplo, fraqueza, dor e sensação de falta de ar podem ser também sintomas de pneumonia.

Ter um sinal ou sintoma pode não ser o suficiente para diagnosticar a causa. Por exemplo, uma erupção em uma criança pode ser um sinal de uma série de coisas, como sarampo, infecção na pele ou uma alergia alimentar. Mas, se a criança tiver uma erupção junto com outros sinais e sintomas como febre alta, calafrios, e dor de garganta, o médico pode solicitar um exame de imagem para identificar a causa.

Às vezes, os sinais e sintomas de um paciente não fornecem pistas suficientes para que o médico possa ter certeza do que está causando a doença. Podem ser necessários exames complementares como os de imagem, exames de sangue ou ainda uma biópsia.

Podemos sim nos prevenir!

Os cânceres causados pelo tabagismo e pelo uso de bebida alcoólica podem ser prevenidos em sua totalidade. A Sociedade Americana de Cancerologia estimou que em 1998 cerca de 175.000 mortes por câncer causadas pelo uso do tabaco e um adicional de 19.000 mortes relacionadas ao uso excessivo de álcool, frequentemente em associação com o uso do tabaco. Muitos cânceres que estão relacionados à dieta também podem ser prevenidos. Evidências científicas sugerem que aproximadamente um terço das mortes por câncer estão relacionadas a neoplasias malignas causadas por fatores dietéticos. Além disso, muitos cânceres de pele podem ser prevenidos pela proteção contra os raios solares. Exames específicos, conduzidos regularmente por profissionais da saúde podem detectar o câncer de mama, cólon, reto, colo de útero, próstata, testículo, língua, boca e pele em estádios iniciais, quando o tratamento é mais facilmente bem sucedido. Auto-exames de mama e pele podem também resultar no diagnóstico precoce de tumores nessas localizações.